Teleférico em Courchevel - Alpes - França (Foto: Adriana Reis / Paulo Panayotis  - ©oqvpm)
Por Adriana Reis*

Courchevel  – Alpes  – França –  A noite cai e não para de nevar. Estou a 1900 metros de altitude no coração dos alpes franceses. A temperatura está na marca de cinco graus negativos e caindo. A porta se abre num dos hotéis mais conhecidos de Courchevel: o Annapurna. O nome é de uma montanha do Himalaia, no Nepal, mas o hotel fica na França mesmo. Aliás é  um dos hotéis mais altos do país. A sensação é que estou perto do céu, bem pertinho das nuvens…

Tudo branquinho do lado de fora. Tudo quentinho do lado dentro. Tudo com ares de chalé na montanha.

Recepção no hotel Annapurna - Courchevel - Alpes - França (Foto: Adriana Reis / Paulo Panayotis  - ©oqvpm)
Recepção no hotel Annapurna – Courchevel – Alpes – França (Foto: Adriana Reis / Paulo Panayotis – ©oqvpm)

O hotel tem história por aqui. A família Pinturault se encantou pelo lugar na década de 50. Na decoração, troféus, medalhas e objetos do campeão de esqui Alexis Pinturault. A paixão está no DNA. Mesmo cansada, sub, deixo as malas na suíte e parto para o jantar. Não me arrependo.

Sob o comando de chef Lionel Blondin há mais de duas décadas, o restaurante do hotel Annapurna tem um menu clássico. Experimento uma truta do lago. Imediatamente me lembro que há menos de dois dias estava no Taiti. Do calor dos trópicos para o frio europeu! Tento imaginar a sobremesa com os olhos perdido  aquela paisagem de sonho com muita neve caindo lá fora. Lareira, clima gostoso de estação de esqui!

Sobremesa no restaurante do hotel Annapurna - Courchevel - Alpes - França (Foto: Adriana Reis / Paulo Panayotis  - ©oqvpm)
Sobremesa no restaurante do hotel Annapurna – Courchevel – Alpes – França (Foto: Adriana Reis / Paulo Panayotis  – ©oqvpm)

Minha suíte, com uma pequena sala de estar, sofá e mesa, além da sacada e vista para pistas de esqui tem ares de casa.

Suíte no hotel Annapurna - Courchevel - Alpes - França (Foto: Adriana Reis / Paulo Panayotis  - ©oqvpm)
Suíte no hotel Annapurna – Courchevel – Alpes – França (Foto: Adriana Reis / Paulo Panayotis  – ©oqvpm)

À noite, a paisagem lembra um presépio iluminado. Durante a madrugada, o silêncio da montanha é quebrado estrondos seguidos. Tomo um susto! Abro a cortina e lá estão eles: veículos especiais trabalhando à noite para deixar as pistas prontas para  esquiadores e turistas. Os estrondos são pequenas bombas que ajudam a prevenir eventuais avalanches, raras por aqui.

Suíte no hotel Annapurna - Courchevel - Alpes - França (Foto: Adriana Reis / Paulo Panayotis  - ©oqvpm)
Suíte no hotel Annapurna – Courchevel – Alpes – França (Foto: Adriana Reis / Paulo Panayotis  – ©oqvpm)

Tenho apenas 72 horas neste paraíso. Então, depois do café da manhã apreciando a paisagem, sigo direto para aula de esqui. Havia algum tempo que não praticava e o Annapurna tem a vantagem ser ski in ski out. Isso significa trabalho zero para chegar até as pistas. Você desce da sua suíte e já sai esquiando. Ou seja você sai e volta para o hotel com os esquis nos pés. Quer melhor que isso? Sim, você pode trazer seu equipamento, roupas, luvas e botas. Mas se não quiser, alugue tudo lá mesmo e viaje com suas malas mais leves.

Ski in ski out no hotel Annapurna - Courchevel - Alpes - França (Foto: Adriana Reis / Paulo Panayotis  - ©oqvpm)
Ski in ski out no hotel Annapurna – Courchevel – Alpes – França (Foto: Adriana Reis / Paulo Panayotis  – ©oqvpm)

A localização privilegiada do Annapurna também contribui. Como está a 1900 metros de altitude, é só descer pelas pistas e se divertir. Estas e outras facilidades fazem do lugar uma boa opção para quem viaja com crianças.

Jornalista Adriana Reis esquiando em Courchevel - Alpes - França (Foto: Adriana Reis / Paulo Panayotis  - ©oqvpm)
Jornalista Adriana Reis esquiando em Courchevel – Alpes – França (Foto: Adriana Reis / Paulo Panayotis  – ©oqvpm)

Depois, com as pernas cansadas e com fome, basta voltar para o hotel com todo conforto. Há um serviço gratuito de motorista. Sobra mais tempo para aproveitar a piscina aquecida interna e o spa. Para os mais fortes tem ainda a piscina externa! Calma, é aquecida a 30o C. Nem pensei nesta ideia! Mas a opção é sua!

Piscina do hotel Annapurna - Courchevel - Alpes - França (Foto: Adriana Reis / Paulo Panayotis  - ©oqvpm)
Piscina do hotel Annapurna – Courchevel – Alpes – França (Foto: Adriana Reis / Paulo Panayotis  – ©oqvpm)

Outros mimos que os hóspedes têm por aqui são spa, salão de beleza, amenities da excelente marca Nuxe e um bar com bartender premiado.

Confesso que quase me senti em casa. O atendimento personalizado no Annapurna contribui para esta sensação. E isso está presente em qualquer um dos espaços e dos 41 quartos, cinco quartos para famílias, oito suítes e 11 junior suítes.

Jornalista Adriana Reis em Courchevel - Alpes - França (Foto: Adriana Reis / Paulo Panayotis  - ©oqvpm)
Jornalista Adriana Reis em Courchevel – Alpes – França (Foto: Adriana Reis / Paulo Panayotis  – ©oqvpm)

Considerada a maior área esquiável interligada do mundo, Courchevel faz parte do complexo Les Trois Vallées. No total, são aproximadamente 100 quilômetros quadrados conectados por quase 170 teleféricos e mais de 320 pistas de todos os níveis.

Vista aérea em Courchevel - Alpes - França (Foto: Adriana Reis / Paulo Panayotis  - ©oqvpm)
Vista aérea em Courchevel – Alpes – França (Foto: Adriana Reis / Paulo Panayotis  – ©oqvpm)

Criada em 1946, quando foi inaugurado o primeiro resort por lá, comemorou 70 anos em 2016 e continua um destino verdadeiramente estrelado. Estrelado por receber celebridades nobres e plebeus, por ser a maior concentração de restaurantes Michelin por metro quadrado da Europa, por ter as melhores grifes e por abrigar mais de 20 hotéis de alto luxo e palácios.

Teleférico em Courchevel - Alpes - França (Foto: Adriana Reis / Paulo Panayotis  - ©oqvpm)
Teleférico em Courchevel – Alpes – França (Foto: Adriana Reis / Paulo Panayotis  – ©oqvpm)

E se você não é grande expert em esqui como eu, ir para Courchevel, por si só, já é uma incrível experiência. Seja pela hospedagem de luxo personalizada, alta gastronomia, spa, bem estar, compras, passeios, ou pela simples vivência no inverno nos alpes nevados.

Seja a 1100, 1300, 1550, 1650 ou 1850 metros de altitude, onde quer que esteja em Courchevel você vai se sentir como eu: literalmente nas nuvens!

Jornalista viajou a convite do Office de Tourisme de Courchevel, representado no Brasil pela e-Comunica, e com seguro viagem Travel Ace.

Dicas da Dri

  • Não deixe de aproveitar o spa e agende uma massagem logo que chegar.
  • Há um serviço gratuito de motorista que deixa os hóspedes no centro. Veja horários e detalhes com a recepção.
  • Não deixe de levar óculos de sol e protetor solar.

Serviço

Hotel Annapurna

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here